domingo, 5 de julho de 2009

A Era do Gelo 3

Antes de eu começar a falar de "A Era do Gelo 3" (Ice Age 3: Dawn of the Dinosaurs) é preciso contextualizar o filme dentro do cenário do cinema mundial: a sétima arte, hoje, quase em sua totalidade, nada mais é do que uma série de produtos fabriados em linhas de produção que devem dar certo pra manter a esteira funcionando. Diante dessa realidade, criam-se filmes como este "A Era do Gelo" que tem tudo o que é preciso para dar lucro e agradar as produtoras. Ele é um ótimo filme pipoca, funciona muito bem e mescla bastante ação, comédia e romance, na dose certa para agradar as crianças; e um roteiro bem estruturado para cativar também os mais crescidinhos.

Outra coisa interessante nesse novo "A Era do Gelo" são os cenários. Tudo muito colorido e deslumbrante, pois a trama não se desenrola num cenário glacial. Na nova aventura, Ellie (voz de Cláudia Jimenez, maravilhosamente dublada) e Manny (Diogo Vilela) esperam um filhote. Diego, o dentes-de-sabre (por Marcio Garcia), diante da formação da nova família de mamutes, sente que deve abandonar o grupo, pois acredita estar perdendo sua destreza e agilidade. E a divertida preguiça Sid (Tadeu Melo, ótimo como sempre) sente-se afetado e decide procurar sua própria família. Na busca, Sid encontra, acidentalmente, três ovos gigantes de dinossauro e decide criar as ferinhas. As cenas iniciais de Sid como "mãe" funcionam otimamente bem e são algumas das mais divertidas do longa.

Obviamente a mãe verdadeira dos pequenos dinossauros vem buscar as crias, leva Sid junto para um mundo subterrâneo e o bando de amigos sente-se obrigado a salvar a preguiça, partindo numa caçada cheia de ação e aventuras, guiados pela doninha Buck (voz de Alexandre Moreno), que é um tanto louca e pirada.

Enquanto isso, Scratt ainda está atrás de sua noz, dessa vez disputando com Scratita, o que rende também boas cenas, bem divertidas e deixa o esquilinho cada vez mais presente.

Mas como eu disse, a trama rende boas risadas e muitos momentos divertidos, mas é aquela coisa: um filme feito totalmente e somente para lucrar. Por isso, aos poucos, ele vai perdendo a ideia dos dois primeiros e se esticando até não ter mais nada a ver com a história inicial. Sorte de "A Era do Gelo 3" é que ele, assim como o segundo, se reiventou, trouxe novos personagens e isso fez com que o longa não se tornasse massante, cansativo e repetitivo; mas cai num erro que logo, logo poderá incomodar bastante: o excesso de personagens e a falta de tempo para usar todos eles na trama. Os dois gambazinhos, por exemplo, (do segundo filme e que eu não recordo o nome agora), passam a primeira parte do filme quase inexistentes. Vamos ver (se a franquia continuar) como o diretor brasileiro Carlos Saldanha vai tocar essa história. Com sorte, ele não se embasbacou nesse último, e há quem considere o melhor da trilogia. Mas claro, muito devido ao recurso 3D (que não tive a oportunidade de conferir) e o visual incrível que a floresta tropical jurássica nos passa.

2 comentários:

  1. Não posso falar com relação a continuidade da série, pois não assisti aos dois primeiros filmes. Fui ao cinema apenas para assistir ao terceiro.

    Portanto descartando esse quesito e falando apenas do terceiro em si, isolado dos demais, eu posso dizer que gostei.

    Não é grande filme, mas é gostoso de assistir. É leve e divertido, os personagens cativam e a historinha é até bem feita.

    Sem contar que eu adorei aquela doninha louca!!! hahaha

    Como você mesmo já disse, é um filme estritamente comercial! Eles estão apenas se aproveitando da fama da marca!

    ResponderExcluir
  2. Só consegui comentar linkado com minha conta do Google. Não consegui postar nada usando minha conta do Wordpress.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre este filme? E sobre esta crítica? Comente! Deixe a sua opinião! Participe!